Ninfomaníaca faz marmanjo chorar depois de 36 horas de sexo ininterrupto

Uma viciada em sexo da cidade de Munique, na Alemanha, foi levada sob custódia depois que uma de suas vítimas, um homem de 31 anos, foi encontrado aos prantos, sentado na calçada, incapaz de mover as pernas.

O policial que o socorreu disse ao jornal britânico Daily Mail que jamais vai esquecer o olhar que o sujeito lançou na direção dele e das palavras que ele disse.

– Ele disse: “Eu a encontrei num ônibus. Ela me convidou apara ir até lá no apartamento dela]. Era o inferno. Eu não consigo sequer andar. Por favor, me ajuda”.A mulher estava a caminho de uma clínica de reabilitação para viciados em sexo quando encontrou a vítima – que não foi a primeira dela – e a convidou a ir para sua casa.

A primeira vítima da alemã havia sido um outro cara, de 43 anos, chamado Dieter Schulz. Os dois se encontraram em um bar, foram até a casa dela, mantiveram relações sexuais até o momento que Schulz descobriu que estava trancado.

Segundo a polícia, ele conseguiu dar um jeito de se trancar na varanda e, de lá, telefonar para o serviço de emergência. Schulz disse que a mulher estava tentando matá-lo com sexo e que ele estava preso porque não conseguia sair do apartamento e tampouco conseguia manter o ritmo que ela exigia dele.

Sua nova vítima, que não teve seu nome revelado, não teve a mesma sorte: ficou 36 horas nas mãos da devassa.

Agora, ele diz que vai prestar queixa de coerção sexual e de privação da liberdade.

A acusada foi detida pela polícia, mas talvez não responda a estas acusações porque foi levada para uma instituição psiquiátrica onde ficará pelos próximos meses.




Matérias como essa você pode conferir no



Grande Mídia


Sempre com novas atualizações, acesse e fique bem-informado! 


Anúncios