Quem sou eu?

Conforme você conviver comigo vai perceber que muitas vezes caio em contradição com o que falo, escrevo, aconselho. Nem sempre sigo o que é para ser seguido, muitas vezes sei que vou quebrar a cara mas insisto até quebrar e ver que o melhor era não ter insistido.

Dona de um ótimo senso de humor. Sabe aquela frase “perco o amigo mas não a piada”? Prazer, essa sou eu. Justamente por esse motivo me amam e me odeiam, e por vezes não me compreendem. Chego, às vezes, a acreditar que pelo fato de ser desprovida de um belo corpo sarado compenso pelo bom humor e pela simpatia.





Tenho muita facilidade em começar uma amizade e muita dificuldade pra manter algumas por causa do meu jeitão. Adoro conhecer novas pessoas, lugares, costumes, culturas. Não importa se é no real ou no virtual, amigo é amigo. Sofro nos fim-de-semana em casa quando não tem ninguém online e entro nos bate-papos ou nos badoos da vida pra conhecer alguém; pouquíssimas vezes dou sorte de fazer amizade com alguém legal. Alguns se surpreendem com meu perfil ou o apelido que uso e isso depende do meu estado de humor. 

Haverá dias que estarei com a minha autoestima lá nos pés. Tudo o que escreverei será carregado de dor, insatisfação, depressão, feiúra… mas se você me der atenção sem me rotular de vítima (sim, às vezes me faço de vítima mas muitas vezes sou mesmo) o que eu escrever será carregado de humor, alegria, paixão.





Sou uma pessoa muito prestativa e o que colocam em minhas mãos pra fazer, procuro fazer bem-feito. Gosto de tirar dúvida de quem as tem, de ajudar numa tarefa que alguém não se sente capaz e muitas vezes gostaria de ajudar mais do que costumo ajudar.

Tenho imã pra pessoas que abusam da minha nobreza (rsrs). Quantas delas passaram na minha vida pra me tirar alguma coisa e saíram deixando os estragos. Por vezes me policio pra não deixar outras pessoas com essa prática entrarem na minha vida, mas vez ou outra aparece um invasor.






Depois da minha última depressão, passei a enxergar muita coisa com outros olhos e tomar atitudes diferentes. Antes, eu guardava rancor, remoía, perseguia, atrapalhava… hoje, posso até me remoer por um ou dois dias, e só. Guardar mágoa para que? Nem dinheiro eu guardo…

Perdoo, mas nem sempre com muita facilidade mas pedir perdão é mais dificil. Não pelo pedir, mas pelo que ouvir da parte ofendida. Perdoo e não jogo na cara mas se vira e mexe eu toco no assunto é porque não superei.




Certas atitudes são tomadas depois que penso muito e por muito pensar tem muita coisa que não faço. Dificilmente invisto tudo num projeto que eu sei que não vai dar certo ou apenas pra agradar a outro. Ultimamente ando muito prática com certos aspectos da minha vida e por causa dessa “praticidade”  sou vista como grossa, estúpida, desprovida de emoções e sentimentos e a melhor delas: penso como homem. rsrs

Sou muito carente, principalmente de atenção. Sou carente também de pessoas que saibam conversar, dialogar, que estimulem minha criatividade, criticidade e a reflexão. Cansada das mesmas conversas de msn que se resumem a “oi, tudo bem? Novidades? Xau”.




Leio menos que gostaria e ambientes como uma biblioteca cheias de livros me faz muito bem. Gosto de ler romances, ficção, autoajuda e biografias. Gosto de escrever mas não sinto tanta segurança em expor meus textos, apesar de alguns estarem em alguns blogs ou e-mails por aí. Quando criança e adolescente, escrevi muito. Se tivesse guardando meus textos, poesias e histórias acredito que teria um tesouro pra consultar. Poderia ser hoje uma novelista ou escritora de romances. Vez ou outra me lembro de romances que já escrevi e ainda penso se vai valer a pena colocar tudo no papel… ou no word.

É dificil me definir em algumas linhas pois sempre esqueço alguma coisa, mas acredito que ninguém consegue se definir totalmente nem pra ninguém, nem pra si mesmo.




Jacqueline, mas prefiro Jac ou Bagis que é meu nome de guerra entre minhas amigas mais chegadas. Tenho 31 anos, sou formada em processamento de dados e cursando o 2º ano de pedagogia. Casada, mães de três lindos filhos que herdaram de mim a paixão pela leitura e um deles herdou a da escrita. Blogueira a 3 anos, antes conhecida como a blogueira mais sortuda da blogosfera por participar de mais de 3.000 sorteios e ganhar mais de 30. 

Com alguns blogs no ar mas o queridinho e mais atualizado é o iBagis com divulgação de empresas e seus produtos, resenhas, dicas, desabafos, curiosidades e variedades. 
Bem, se você leu até aqui e acha que vale a pena me ter como amiga, vá em frente. Acredito que dificilmente se arrependerá de ter uma amiga tão divertida e dinâmica como eu rs.
Anúncios