E os promonautas são o que mesmo?

Sim, eu sou uma promonauta. Quando comecei com meus blogs, comecei primeiramente me cadastrando nos sites de empresas e solicitando brindes e amostras grátis e com o passar do tempo a participar de sorteios em blogs. Ganhei vários sorteios (parei de contar no 30º), fora os produtos recebidos pelas parcerias e os brindes e amostras. Quem visita meu facebook pode ver os álbuns com as fotos e descrições. Mas ultimamente não tenho participado tanto dos sorteios mas ando muito indignada com as coisas que ando lendo no facebook.

Muitas empresas tem criado perfis nas redes sociais e para ver suas páginas lotadas de pessoas tem promovido diversos sorteios. Mas sabemos que há empresas e empresas. Tem empresas que, pelo seu nome, nem precisa fazer esforço pra receber várias curtidas e ter as suas publicações bem interativas com consumidores ou admiradores. Tem empresas que tem um número “x” de seguidores mas querem mais, muito mais e para isso promovem os sorteios.

Lógico, tem pessoas que participam das promoções porque já conhecem a marca e querem aquele prêmio. Outras pessoas participam somente pelo prêmio. Algumas empresas indignadas chamam os promonautas de caça-prêmios e até de fakes. Ora, e o que as empresas são? Caça-seguidores, suponho. 

Alegam que os promonautas são fakes, que criaram o perfil somente pra participar das promoções. Alegam que quando acessam o perfil da pessoa, esse perfil está fechado e só as promoções e sorteios que esta pessoa participa fica evidenciado no perfil. Ora, EU SOU PROMONAUTA e no meu perfil não tem só as promoções; interajo com meus amigos, com minha família, com seguidores e admiradores do meu blog, com colegas de curso ou profissão e certas coisas só são abertas para meus amigos, como minhas fotos com minha família. Tenho diversos promonautas adicionados no meu perfil e eles não postam só promoções em seus murais. 

Será que ser promonauta é um crime? 

O que me deixa mais indignada diante de tudo isso? Se você promonauta entra numa loja, num restaurante, ou na loja virtual, você é bem recebido, é bem tratado, recebe descontos, passe VIP, depende do lugar uma taça de champagne. Você é tratado como a melhor pessoa do mundo. Mas você não é tratado assim por você mesmo, pela pessoa que é: você é tratado assim porque é um CONSUMIDOR. Posso afirmar que você e eu não somos vistos como pessoas e, sim, como cifrões.


Quer ver o que aconteceu comigo esses dias? Vi no perfil de uma amiga o compartilhamento de uma promoção de uma determinada empresa. Entrei no perfil e fiquei encantada com o que encontrei lá: vi minhas coisas prediletas, coisas que gosto e consumo; não só eu, mas todos aqui de casa. Adicionei o perfil e participei da promoção.

Tive até a oportunidade de conhecer a empresa física e fiquei fascinada pelo local, pela decoração, pelo atendimento, enfim, por tudo. Toda vez que havia um sorteio, eu participava mas não ganhei nenhum sorteio. Normal. Eu participo de vários sorteios e não ganho todos. Só que tive a impressão de que sempre as mesmas pessoas ganhavam – e não tinha sido somente eu a constatar – e indaguei no perfil como era feito o sorteio e dei a sugestão de que o sorteio fosse filmado para que não houvesse dúvidas.

Meu perfil foi excluído. Adicionei novamente e dessa vez fui bloqueada. Tudo bem, ninguém é obrigado a manter ninguém em um perfil de facebook, mas a partir do momento que reclamei e não obtive nenhum comentário da pessoa responsável pelo perfil da empresa, fui excluída e depois bloqueada me faz pensar o que? Que a empresa tem credibilidade?

Na hora a forma que eu tinha para contactar a empresa era mandar minha mensagem de indignação através de outro perfil que tenho no facebook. A pessoa que conversou comigo disse não saber nada sobre o que eu disse e me aconselhou a procurar a gerente da empresa e prestar a minha queixa. Afirmou também que NUNCA excluíram ninguém no facebook. Depois essa mesma pessoa – que não faço a mínima ideia de quem seja, pode ser o dono, a gerente ou qualquer outra pessoa ligada a empresa – disse que eu era um perfil fake, uma caça-prêmios e que o perfil da empresa foi criado para promover sorteios para clientes e não para receber reclamações ou sugestões.

Bom, nem preciso dizer que não frequentarei novamente um lugar desse, mesmo tendo as coisas que eu e minha família gostam lá. Fiquei chateada porque minha presença real – juntamente com meu dinheiro – são bem recebidos, bem tratados, que num lugar desses eu “sirvo” pra alguma coisa, no entanto minha presença virtual não serve.

E como eu tenho presenciado tantas empresas se desfazendo de promonautas, realizando sorteios e não premiando os sorteados e tantas outras coisas, estou aconselhando a todos que denunciem essas páginas/perfis no facebook. Se determinada empresa não quer promonautas nos seus sorteios, que façam de forma fechada, que façam cupons eletrônicos onde quem compra na loja receba um código e com esse código concorra aos prêmios. A partir do momento que se promove um sorteio onde a regra é curtir a página, compartilhar a foto do prêmio já se entende que qualquer pessoa, promonauta ou não, pode participar.

Se você participa de sorteios no facebook e acontecer algo que você acha que foi injusto, faça parte desse grupo no facebook clicando aqui.

Anúncios